Filmes

A Chegada

02/01/2017

552532-jpg-c_215_290_x-f_jpg-q_x-xxyxxLançamento: Novembro de 2016

Direção: Denis Villeneuve

Sinopse: Quando seres interplanetários deixam marcas na Terra, a Dra. Louise Banks (Amy Adams), uma linguista especialista no assunto, é procurada por militares para traduzir os sinais e desvendar se os alienígenas representam uma ameaça ou não. No entanto, a resposta para todas as perguntas e mistérios pode ameaçar a vida de Louise e a existência de toda a humanidade.

O filme começa sendo narrado pela Dra. Louise Banks (Amy Adams) que vai contando a história dela e de sua filha e de como perdeu sua única filha. Além de morar numa casa magnífica a beira do lago, tem um trabalho tranquilo lecionando em uma universidade. Tudo demostra que ela é muito bem sucedida em sua carreira. Reconhecida mundialmente e algumas vezes chega a fazer trabalhos secretos para o governo com traduções.

Algo inesperado acontece numa manhã comum, vários objetos não identificados aparecem em determinados pontos do planeta e logo o governo age para isolá-los. Ao invés de atacar a Terra ou se manifestar de uma forma ofensiva os extraterrestres tem outras condutas. Então o governo procura Louise e monta uma equipe com ela e outros profissionais para poder se comunicar eles.

thumbnail_24771

Louise contracena com Ian Donnelly (Jeremy Renner), um físico muito inteligente que leu o livro de Louise e que liderará uma equipe que complementará o trabalho de Louise. A sintonia deles é evidente, mas o envolvimento é bem sutil e se aprofunda aos poucos na história. Tudo de uma forma bem realista.

renner-etc

Não há como descrever a intensidade do sentimento de quando vemos aqueles imensos objetos tão próximos no filme. Os efeitos especiais são muito bons em vários pontos. Principalmente no exterior das naves. Elas não tocam o chão, ficam flutuando o tempo todo e misteriosamente interferem no movimento das nuvens nos picos montanhosos. É muito louco de ver.

arrival-cast-slice-600x200

O filme tem uma pegada bem naturalista. Louise quase não usa maquiagem, na verdade a câmera foca várias vezes suas rugas e de outros atores o que dá um peso de realidade muito forte para a história. A única vez que vi Louise bem maquiada é em uma cena onde está em uma festa bem elegante. O que seria uma realidade, normalmente uma mulher se maquia mais ou se arruma mais para uma festa do que para o dia a dia.

arrival-movie-amy-adams-jeremy-renner

A Chegada é aquele tipo de filme que vai chegando devagar e vai te conquistando aos poucos. Ela tem um elenco muito bom, com excelente atores e atuações intensas. A reação de Louise com toda essa situação louca é bem coerente. Não quero falar muito da história para não estragar as surpresas da trama, mas eu fiquei totalmente imersa no filme.

arrival-3

Sai da sala de cinema me achando um pouco burra, mas depois de refletir um pouco sobre a história e o desfecho consegui entender um pouco da complexidade. Com certeza é um filme que te desafia a pensar fora do quadrado e te incentiva a questionar mais as coisas. Ele traz uma reflexão muito profunda sobre escolhas também. Com certeza indo esse filme e dou um conselho, estejam preparados para ver as coisas sobre ângulos e perspectivas diferentes.

selo 4

Você pode ler também...

4 Comentários

  • Reply Denise Crivelli 04/01/2017 at 10:25 pm

    Oi
    nem estava sabendo desse filme, legal saber que os personagens quase não usam maquiagem e parece ser uma história complexa.

    momentocrivelli.blogspot.com

    • Reply kelen Vasconcelos 05/01/2017 at 5:29 pm

      Oi Denise!
      É super legal! Tenho certeza que irá curtir ^^
      Bjos

  • Reply Azul Hernandez 10/01/2018 at 5:56 pm

    Sempre acompanhei o trabalho de Denis Villeneuve, quando soube que lançaria este filme, esperei com todo o meu ser a estréia A Chegada Trailer é um filme muito bom! em caso de que queiram vê-la. Seu trabalho é excepcional, seu estilo e personalidade estão bem marcados neste filme, acho que ninguém teria feito um melhor trabalho que ele.

    • Reply kelen Vasconcelos 11/01/2018 at 5:51 pm

      Concordo com você Azul Hernandez, este filme é único.
      Abraço.

    Deixe uma resposta para Denise Crivelli Cancel Reply