Livros

As Faces da Luz – Tatiane Durães

15/10/2014
as faceas da luzO primeiro livro da Trilogia Arcantatys conta a história de Tayara que vivia uma vida normal com sua mãe em uma propriedade ao lado da Área de Proteção Ambiental da Serra do Mar. Sua mãe, Sonia, recebe uma pensão de seu falecido marido com a qual consegue pagar todas as contas. Tayara tem uma vida mais agitada, com uma agenda cheia de shows de sua banda com seus amigos. Muitas vezes trocando o dia pela noite.
Em uma manhã o guarda florestal Eduardo avisa Tayara e sua mãe sobre um lobo que está solto nas redondezas e pedem para elas tomarem cuidado. Certo dia, depois de se sentir vigiada durante uns dias, se depara com um lobo dentro de sua cozinha. Ele a impele e sua mãe para dentro da floresta e as faz atravessar um portal para a aldeia de Haesbaert. Quem as recepciona é o elfo Aodh que não demostra nenhuma felicidade ou empolgação pela chegada delas, pelo contrário. Em oposto a isso, rei Cedric é um poço de gentileza com as duas. Depois de serem levadas ao rei descobrem que Sonia é descendente de um elfo de linhagem real e por isso é rainha de um dos povos dispersos dos elfos os Lamounier.

Algo durante a reunião faz Tayara passar mal e desmaia. Cedric afirma que há magia nela, mas que ela não é uma elfa. Pouco tempo depois descobrem que ela é uma bruxa e o pior é a reencarnação de uma bruxa negra chamada Agatha. Essa bruxa do passado fez todos os povos de Arcantatys sofrerem com uma guerra. Agatha se apaixonou por Aodh e como ele não correspondeu seu sentimento, ela matou sua pretendente e colocou uma maldição para que ele se apaixonasse pela sua próxima reencarnação, no caso Tayara.
O livro é cheio de personagens ricos e casais fofos como a princesa Aagje e Edwin (antigo parceiro e amor de Agatha), Cedric e Sonia (Sim! O rei se apaixona pela mãe de Tayara.) e vários outros casais. O que impressiona é a quantidade de personagens diferentes no livro e como Tatiane consegue diferenciar suas personalidades.
Vamos falar dos principais, Tayara é a grande heroína da história que luta contra a maldade da magia negra que habita dentro dela. Claro que tem várias vezes que ela não consegue se controlar e lá vão todos tentar contê-la. É interessante a amizade que ela desenvolve com a princesa Aagje, as duas chegam a se tratar como irmãs. Durante o livro Tayara viaja para vários lugares, principalmente com o objetivo de desfazer a maldade que Agatha havia feito no passado. Além da busca de seu livro de magia que herda de Agatha.
Agora Aodh é uma grande incógnita. É claro que ele se sente atraído por Tayara e muitas vezes coisas intensas acontecem entre eles, apesar de colocarem a culpa disso na maldição. Aodh é o elfo mais incomum do livro, nervoso, ciumento e muitas vezes grosso. Quando comparamos as atitudes dele com a dos outros elfos é óbvia a sua discrepância. Infelizmente neste volume da história esse questionamento não é respondido, apenas ressaltado.
É impossível que eu fale de cada personagem, mas tenho que dizer que Helena é uma das minhas preferidas. Com ela, com certeza Tayara pode contar. A princesa também é muito legal e Abati parece ser muito focada no que quer. Agora um dos elfos que mais me chamou a atenção foi Kamal. Pela primeira vez na história Tayara tem alguém que pode contar sem se preocupar com o fato de que ele possa se apaixonar por ela já que ele é seu tataravô ou algo assim. E ele a defende na cara de Aodh, o que é mais legal ainda. Ele cuida bem dela, apesar de tentar proteger seu filho Reagan de um possível coração ferido.
A maior parte do grupo masculino do livro se interessa por Tayara, não vou citar para não estragar a surpresa. O que me deixa intrigada é o fato de Edwin tentar cuidar tanto assim dela, apesar de Helena (vampira de Tayara) afirmar que ele gosta dela. É muito claro na história que Edwin ama a princesa Aagje, então o sentimento que ele nutre por Tayara não é muito claro.
Durante o livro é claro que Tayara teve muitas vidas anteriores e uma delas é de uma elfa que se chama Fauna. O que não fica claro é porque ela tem uma reencarnação de elfa sendo que já foi explicado no livro que não há reencarnação para os elfos. Esse é um ponto que gostaria muito que a autora abordasse no próximo livro e explicasse porque há esse diferencial para Tayara. Que Tayara não é comum isso é muito claro, não me surpreenderia se houvesse uma explicação bem louca.
O livro termina num clímax muito importante e decisivo para vida de Tayara. Realmente espero que o próximo livro não demore muito para sair já que a história me cativou completamente. Além de terem muitas partes surpreendentes.


Você pode ler também...

2 Comentários

  • Reply Tatiane Duraes 16/10/2014 at 4:37 pm

    Kelen, obrigada pela linda resenha!!! Gostei muito! Fiquei feliz por saber que você gostou do livro. E sim, essas coisas são explicadas nos próximos livros. rs… bjs

  • Reply Kelen Vasconcelos 20/10/2014 at 1:28 am

    Pode ter certeza Tati que a resenha toda foi bem sincera. Vou aguardar pelas respostas nos próximos livros. Bjo

  • Deixe uma resposta para Tatiane Duraes Cancel Reply