Pensamentos

Canção das mulheres – Lya Luft

04/03/2015
Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais. 

 

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta. 
 
Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor. 
 
Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso. 
 
Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes. 
 
Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.
Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco – em lugar de voltar logo à sua vida. 
 
Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ”Olha que estou tendo muita paciência com você!”

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize. 
 
Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire. 
 
Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso. 
 
Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa – uma mulher.

 

Você pode ler também...

4 Comentários

  • Reply Hangover at 16 (contato) 07/03/2015 at 5:42 pm

    Que texto lindo! Mostra bem a essência do ser humano, do que é estar com alguém, que nem tudo são flores, mas que é necessário acima de tudo a compreensão

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo sobre séries no blog, vem conferir!

  • Reply Kelen Vasconcelos 09/03/2015 at 1:10 am

    Carol! Assim que li esse poema me identifiquei completamente…
    Tinha que compartilhar aqui com vocês ^^
    bjos

  • Reply Desbravadores de Livros 10/03/2015 at 12:15 pm

    Que texto lindo. Adorei! E olha que não sou muito fã da Lya.

    M&N | Desbrava(dores) de livros – Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

  • Reply Kelen Vasconcelos 12/03/2015 at 2:15 am

    Eu também amei ^^

  • Leave a Reply