Dragon Blood Series – Tiger

Exibição: Março a Abril de 2015
Diretor: Off Pongpat Wachirabunjong
Canal: Channel 03
Episódios: 09
Sinopse: Parob (Ananda Everingham) é o único filho de uma família de máfia que se chama Tigre. Por ele ser o único filho homem é também o responsável por ajudar seu pai a cuidar dos negócios da família. Uma série de atentados começam a acontecer contra sua vida e seus pais começam a ficar preocupados sobre qual inimigo seria, já que não possuem nenhum inimigo declarado. Então Parob vai para a Ilha do Ninho para investigar no caminho conhece Wanvisa (Kimberly Ann Voltemas) com que tem vários atritos e acabam presos numa ilha deserta depois de um naufrágio. Os dois ficam presos na Ilha por vários dias até enfim serem resgatados, durante esse tempo Wanvisa salva a vida de Parob muitas vezes e começam a desenvolver um sentimento amoroso um pelo outro. Depois que voltam para suas vidas normais, descobrem que suas famílias tem uma rixa antiga e ficaram contra o amor dos dois. Enquanto isso o inimigo da família Tigre continua com seus atentados.

Esse é apenas o primeiro drama da série Dragon Blood Series (Mafia Luerd Mungkorn) a qual é composta por cinco dramas e conta a história de quatro famílias e seus herdeiros. Uma das famílias tem um casal de filhos e a história deles são contadas separadamente, por isso geraram cinco dramas e não quatro. Cada família pertence à máfia e também possuem nomes marcantes: Tigre, Rinoceronte, Touro e Leão. Cisne é o nome dado ao drama que possui a irmã do protagonista de Touro, ainda não sei o motivo de terem dado esse nome ao drama, mas com certeza não poderia ser Touro novamente. Provavelmente saberei quando o ver.

Perdidos na ilha deserta 

Essa série está sendo legendada em português pelo Lakorn Brasil e vocês podem fazer download no fórum deles. É preciso fazer o registro para acessar o fórum, mas já adianto que vale muito a pena. Eles possuem um acervo muito bom de dramas tailandeses legendados em português. Estarei vendo todos os dramas dessa série e vou trazer para vocês as minhas opniões.
É dito que esse é o drama mais bem humorado da série e não posso contestar. Em muitas partes damos muitas gargalhadas com os dois protagonistas. Eles possuem uma química incrível e você se pega durante o drama todo torcendo por eles. Os episódios são longos, quase duas horas cada um, mas o entretenimento é único.
A rivalidade das famílias começa a atingir o relacionamento deles
Além de ter uma história forte envolvendo a família dos dois, os demais parentes, irmãos e irmãs dos protagonistas tem um espaço considerável na história o que permite desenvolver bastante a questão da posição social. Uma das irmãs de Parob se apaixona por um dos empregados de seu pai, que foi criado pela família dela desde criança. É muito interessante ver o desenrolar da história deles.
Podemos ver traços culturais marcantes da Tailândia nesse drama, já que ambas as famílias sempre vão ao templo budista pedir conselhos para um vidente. Este mesmo vidente afirma para mãe de Parob que ele está sendo protegido por uma lua e enquanto estiver com a lua estará seguro. O nome Wanvisa significa lua, e como vemos ao longo da história ela salva a vida dele diversas vezes, enquanto ele cuida dela.
As famílias começam a se entender
Outro traço bem desenvolvido no drama é o machismo, toda relação de Wanvisa e Parob é marcado pelo machismo exacerbado dele, o que faz Wanvisa sofrer muito. Há partes da história em que nem acreditamos como Wanvisa pode obedecer Parob, mas o mundo dá voltas e mesmo que pensemos que o romance deles está arruinado, o casal recebe a ajuda dos amigos de Parob, herdeiros das outras famílias de máfia.
Quando comecei a ver o drama imaginei que houvesse uma maior interação dessa amizade ao longo do drama, já que os cinco protagonistas aparecem no primeiro episódio, mas logo percebo que realmente a história de cada drama vai se concentrar no protagonista da vez. Então qual não foi a minha surpresa quando os outros quatro amigos tiveram participação fundamental para que o final perfeito acontecesse? Sério, achei que o drama teria um final bom, mas na verdade foi mil vezes melhor do que esperei que fosse.
Os amigos entrando em ação para ajudar Parob
Há algumas curiosidades sobre a produção desse drama, o ator que fez Parob na verdade faria um dos outros dramas, mas ele pediu para trocar de história já que queria trabalhar com o diretor de Tiger. Cada drama tem um diretor diferente. Houveram rumores que Ananda e Kimberly estavam realmente namorando ao longo da gravação e promoção do drama devido a sua incrível química em cena, mas logo esses boatos foram dissipados. Outra curiosidade é que o protagonista de Lion (Tik) pediu para o diretor de Tiger que criasse uma situação onde pudesse contracenar com Kimberly, por isso ele tem uma maior participação no episódio final.

 

A interação dos quatro amigos é muito cômica, podemos notar nitidamente que cada um possui uma personalidade diferente do outro o que deixa tudo mais interessante. Como todo lakorn a trilha sonora se resume a duas ou três músicas, mas a música tema do casal principal é lindíssima interpretada por uma cantora que muitas vezes faz participação no drama cantando em tempo real. Deixei a música embaixo pra poderem conferir. Com certeza esse é um dos melhores dramas que vi esse ano, e imagino que os demais sigam a mesma linha.
 
 

 

Talvez você também goste...

9 Comentários

  1. Oi
    Parece ser interessante, uma vez eu quase comecei a assistir um Lakorn até me cadastrei no forum, mais por falta de acesso até perdi cadastro, algum dia vou criar vergonha na cara e assistir, a sinopse chamou minha atenção e a reviw também.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

  2. Olá Kelen, tudo bem?
    Amei a resenha, eu já baixei quase todos os episódios desse lakorn, agora falta o tempo para assistir, rs.
    Fiquei muito feliz em encontrar resenhas sobre lakorn, geralmente tenho que ler em inglês (traduzido pelo Google), pois parece que aqui no Brasil o povo não gosta mt deles.
    Tanto era minha vontade de divulgá-los que entrei entrei em parceria em um blog para escrever sobre eles, ainda eu estou preparando a primeira resenha sobre um lakorn que gostei mt.
    Gostaria até de pedir para vc divulgar o blog aqui (se vc puder e quiser é claro, rs): Doramas Ação!! http://doramaacao.blogspot.com.br/
    Bom é isso, e desculpe pelo texto enorme, rs.
    Abraços

  3. Oi Laís!
    Realmente Lakorns não são muito conhecidos por aqui… Mas tentamos mudar isso né?! rsrsrs Na próxima postagem de Lakorn divulgo sim seu blog.
    Estou louca pra ver seu próximo post sobre lakorn.
    Bjoss

  4. Olá Kelen, a quanto tempo né? rs
    Precisei vir aqui comentar esse post, faz um tempo que enfim terminei esse lakorn ( fiquei empacada no ep 4 por meses, só consegui terminar na terceira tentativa, rs).
    E como eu gostei, como vc disse é mt engraçado, mas meu deu mt raiva do Parob pelo o que ele fazia com a Wanvisa, põe machismo nisso hein…
    E sobre as histórias acontecerem ao mesmo tempo eu realmente estava na dúvida (é pq já vou começar a parte 4, Rinoceronte ou Rhino), mas tirei agora relendo seu post.
    E me surgiu uma dúvida, pq vc disse que a prota de Hong é irmã do prota de Bull??
    Fiquei curiosa agora, rs.
    Continue postando sobre Dragon Blood Series (Mafia Luerd Mungkorn), pq eu vou continuar acompanhado o seu blog pra saber o que vc está achando.
    Mais uma vez parabéns pelo post
    Abraços…

    (PS: reescrevi o comentário pq o outro tinha alguns erros, rs)

    1. Olá Laís!
      Que bom que conseguiu terminar ^^
      Essa série é ótima!
      Pode ter certeza que vou terminar a série
      Bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *