Journey

Journey é um jogo digital que foi lançado em março de 2012, desenvolvido pela Thatgamecompany, sendo exclusivo para a plataforma Playstation. Desde quando foi lançado ele recebeu várias notas altas e sua incrível qualidade o fez concorrer à categoria “Melhor Trilha Sonora para Mídia Visual” do prêmio Grammy, fato inédito na história. Além de ter ganhado em várias categorias do Game of the Year.

O personagem é uma criatura que se veste com uma manta vermelha e possui um cachecol que pode ser preenchido dando a ele poderes para poder pular/voar mais longe. Não sabemos seu nome, sexo, religião e essa era a intenção dos criadores, eles queriam que os jogadores vivêssem essa experiência com o personagem sem ter nenhum tipo de preconceito.

Cada cenário é mais fabuloso que o outro, a ambientação é num enorme deserto e só temos a certeza que devemos ir para frente, sempre em direção a uma enorme montanha que emite uma luz branca no final do horizonte.

Não há diálogos no game, apenas a incrível trilha sonora e os sons de notas musicais emitidas pelo personagem que muitas vezes atrai fitas vermelhas que podem nos ajudar na movimentação do personagem. Tudo isso contribui para uma enorme imersão. A cada fase concluída conseguimos ver uma cutscene (é a parte do jogo que parece um pequeno filme) que nos conta um pouco sobre a história daquele povo.

Vemos o nascimento, o desenvolvimento e também a extinção de uma espécie. Pelas cutscenes podemos ver que tudo levou vários anos e existia uma grande sociedade que participava desse movimento. Durante o desenvolvimento as máquinas acabaram tomando conta de tudo e aí tudo se tornou sombrio.

Como o próprio nome diz, o jogo é uma jornada do personagem para conseguir encontrar alguma redenção e quem sabe salvação para seu povo. A cada trecho a história pode ficar mais emocionante, empolgante ou pode ficar mais sombria e triste. Tudo está entrelaçado com a história.

O personagem pode fazer alguns movimentos como andar, deslizar nas dunas, voar ou saltar longe, planar, emitir sons e também interagir com outros possíveis personagens que podem aparecer pelo caminho. Além disso, no jogo temos alguns secrets (item colecionável) que podem ser encontrados e também vários puzzles (charadas) para poderem ser decifrados.

Como o jogo não tem um tutorial muito longo, muita coisa você aprende se arriscando mesmo. Para mim o jogo foi totalmente emocionante, quando eu concluí a jornada chega suspirei, pois ele pode se tornar muito intenso à medida que vamos mergulhando naquela realidade. Com certeza indico o jogo, e quero saber se vocês já jogaram ou tem intenção de jogar? Contem para mim nos comentários ^^

Talvez você também goste...

10 Comentários

  1. Não conhecia o jogo!! Adorei saber que o personagem é “assexuado” para não criar preconceitos e também que não há muita narração. Eu gosto de histórias, mas conheço pessoas que não tem muita paciência com narrações entre o decorrer da história, então deve ser mais incentivador descobrir as coisas por si próprio. Achei o gráfico extraordinário, uma imagem muito bem feita, então imagino que o jogo também seja assim!

    Quanto ao meu livro, logo que os exemplares físicos forem todos vendidos, pretendo colocar a versão digital na Amazon à venda, e aí te aviso sim!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

  2. Olá!
    Quando eu era criança, eu adorava passar horas e horas jogando vídeo game, hoje em dia eu nem curto mais..não tenho mais paciência.
    Às vezes, gosto de assistir outras pessoas jogando, mas eu jogar….não!
    Gostei do gráfico desse jogo.
    Beijos
    5 O’clock Tea

    1. Que pena Mi, o jogo é bem incrível. Quando vou jogar eu nem me preocupo com o tempo, normalmente é um período que separei pra isso, aí acabo passando 3 ou 4 horas jogando, as vezes até mais. Pra mim é super relaxante.
      Bjos

  3. Oi Kelen, tudo bem?
    Sobre meu post do filme: acredita que eu também não sou fã de macacos? Tenho um pouco de medo HAHA! Mas Planeta dos Macacos (o reboot, não os filmes antigos, pois não os vi) é uma trilogia maravilhosa que questiona muito do que é ser humano realmente.
    Sobre o jogo: gente, que gráfico lindo! Me apaixonei nessa arte <3
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    1. Oi Priih,
      Eu imagino mesmo que nesse filme dos Macacos eles venham a trabalhar com várias reflexões mesmo 🙂
      Esse jogo é top Priih, super indico.
      Bjos

  4. Oi amiga,
    esse sem sombra de dúvidas é um dos jogos que eu mais quero jogar quando enfim conseguir um ps4. Acho a temática linda, e a trilha sonora dele de fato é magnífica. Ai Jesus, preciso do meu ps4 kkk
    bjus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *