Pensamentos

Lost Inside

28/08/2015
Caminhando pela estrada deserta
As trevas procuram me tragar
O escuro toma conta do caminho
A luz do Sol já se foi e a Lua toma seu lugar
Passo a passo sinto meu coração pesado
Meus sonhos ameaçados
Continuo o caminho
Mas como saber para onde ir se tudo é escuridão?
Quem poderia olhar em meus olhos
E ver a dor por trás do sorriso?
Quem poderia ver o
Desespero por trás da inocência?
Ando recolhendo meus pedaços
Tentando juntá-los depois de um ataque
De vários ataques
Uma chama toma conta de meu coração
Essa chama me atinge como flecha
Vinda da imensidão do céu
Meus olhos ardem
Mas não há mais lágrimas para cair
Tudo o que precisava ser extravasado já se foi
O fogo não quer ir embora
Ele aumenta, tomando conta de todo o meu ser
Meus olhos agora são como chamas vivas
O frio e a escuridão correm de mim
A certeza de que dias melhores virão me invade
A paz que tanto precisava chegou
Há pedras no caminho, mas passo por elas
Deixando um rastro de fogo
Virei uma sarça ardente que não se consome
Meu coração aos poucos começa a ser reparado
O fogo derrete, o fogo fundi, o fogo me transforma
Sou purificada por ele
Transformada em algo novo
O verdadeiro caminho não se perdeu
Meus sonhos voltam mais fortes
Foi apenas um momento de desespero
E a doce Presença que sempre me acompanha
Continua comigo
Mesmo no inicio dessa estrada deserta
A Presença estava lá comigo
Me ergo mais forte do que caí
As feridas vão sarar pouco a pouco
O trabalhar do fogo é lento, mas certo
Um novo dia começa a nascer
Permaneço com a certeza
De que tudo é possível estando com Ele
Com sua Presença

Kelen Vasconcelos

Você pode ler também...

4 Comentários

  • Reply ludmila cabral 28/08/2015 at 10:03 pm

    adorei esse poema, descreve mt bem os sentimentos da pessoa…
    tonsdeleitura.blogspot.com

  • Reply O Amante De Livros 29/08/2015 at 9:11 pm

    Que texto lindo, poema encantador que desperta algo aqui no fundo do coração, uma emoção pueril, parabéns ao autor (a)…

    Vivi
    http://www.oamantedelivros.com.br

  • Reply Kelen Vasconcelos 31/08/2015 at 5:10 pm

    Obrigada Ludmila ^^

  • Reply Kelen Vasconcelos 31/08/2015 at 5:11 pm

    Obrigada Vivi! Vc me lembrou que não assinei, as vezes esqueço de fazer isso com os meus poemas. Problema corrigido 😉
    Bjoss

  • Leave a Reply