Livros

O Amor nos Tempos do Ouro – Marina Carvalho

07/11/2016

o-amor-nos-tempos-de-ouro-marina-carvalhoEditora: Globo Alt

Sinopse: Cécile Lavigne é uma francesa que veio ao Brasil consolidar um casamento arranjado com um aristocrata de Minas Gerais, dono de terras e de escravos, bem mais velho do que ela, e por quem ela sente profundo desprezo. Enquanto lida com o turbilhão de sentimentos que a desequilibra, Cécile viverá diversas provações nessa nova terra que será sua casa, e talvez se entregue a um grande amor.

Não posso evitar expor que fiquei muito ansiosa para ler o livro quando a Marina anunciou que o estava lançando. Li algumas reportagens e sabia que ela tinha pesquisado profundamente a história do Brasil para poder escrever esse livro. Pra quem segue o meu blog já tem um tempo, sabe o tanto que gosto dessa escritora, mas infelizmente os últimos livros que havia lido dela não tinha curtido tanto.

Por isso me empolguei tanto para ler esse, ainda mais por ser de época e tal. Amoooooo livros de época. O livro é lindo. Toda a diagramação é muito bem feita. Não encontrei erros de revisão e a cada inicio de capítulo há um poema de algum poeta brasileiro daquela época retratada. O que deixa tudo bem bacana.

Então comecei a ler, e tive uma das minhas maiores decepções literárias. Sei que muita gente não vai concordar com o que vou escrever. Mas provavelmente o golpe foi maior pra mim, por eu estar com uma expectativa alta. A primeira coisa que percebi é que a resenha do livro disse que ela é franco-portuguesa o que não é verdade. Ela nasceu na França e é totalmente francesa. Não importa se a mãe é portuguesa e o pai francês. Fica bem claro o tanto que ela é francesa e o tanto que herdou do seu pai. Agora, francamente, não consegui identificar nada que ela tenha herdado da mãe. Além de obviamente ela se identificar totalmente com o pai.

Então eu estava esperando uma protagonista vinda de Portugal (erro meu por não ter interpretado direito) e quando vejo ela é francesa. O que achei muito chato, porque realmente queria ver uma interação Portugal – Brasil, se é que vocês me entendem… Aí ela está vindo para o Brasil, mais precisamente para o Rio de Janeiro encontrar com seu tio (irmão de sua mãe), pois toda sua família haviam morrido (o que não fica claro a forma como eles morreram). Então como restou só seu tio, ele arrumou um casamento para ela com um homem velho de posses que o beneficiaria e muito financeiramente.

Claro que Cécile não está nada feliz com todo o desenrolar de sua vida. Um cortejo de homens veio de Minas para leva-la à fazenda do seu noivo. Então ela conhece Fernão. O homem de confiança do fazendeiro que chefia a comitiva. A partir daí muitas e muitas coisas acontecem. Todos sabem que o par dela é o Fernão, então não há triângulo amoroso e nem competição.

A ambientação da Marina com toda a época foi muito boa, mas por alguma razão não consegui me ver envolvida com a leitura, por isso levei mais de três semanas para ler o livro. Simplesmente me forcei a terminar de ler. Era assim, começava a ler e algo acontecia que precisava pausar e nem lembrava que estava lendo o livro. Então já sentiram o tanto que curti a história não é?

O personagem que mais gostei foi Henrique (filho do fazendeiro), e curti bastante mesmo na reta final. Ele foi o personagem mais palpável que consegui identificar. E a parte que mais gostei foi a do quilombo. Claro que haveria um quilombo na história, né?! Se não, não seria completa… Mas o casal principal não conseguiu me conquistar. Não mesmo. Infelizmente com tantas decepções de leitura dos últimos livros da Marina, vou dar um tempo para ler qualquer coisa dela novamente.

Volto a dizer que foi algo totalmente pessoal, e também pelo fato de achar que fosse um livro adulto, já que o próprio selo diz que ele é adulto, mas na verdade tem a classificação juvenil fiquei ainda mais frustrada. Claro que vocês podem ler e ter outras interpretações, não estou desencorajando vocês a ler, mas comigo não rolou mesmo. Digam-me se já leram e o que acharam, quero muito saber ^^.

selo-1

Você pode ler também...

2 Comentários

  • Reply Ryokobel 10/11/2016 at 10:44 pm

    Oi Kelen, tudo bem contigo ???
    Confesso que tenho uma implicância enorme com romances de época escritos fora de época, rsrsrs, ou melhor, fora da época em que a história acontece. Não que pense que os livros escritos atualmente sejam ruins, mal escritos ou essa ladainha toda, mas minha implicância normalmente se encontra ao perceber abordagens modernas em histórias de outra época. Não sei explicar muito bem como essa implicância começou, mas acredito que veio com algumas capas muito espertinhas, porém até hoje não consegui me identificar com um livro e arriscar a leitura.
    Quando Amor nos Tempos do Ouro foi lançado, confesso que fiquei bem curiosa, mas logo a minha velha implicância mostrou que talvez não fosse gostar tanto assim.
    Pena que sua experiência com o livro não foi tudo isso. Mas quando passamos com várias decepções com os autores, o melhor mesmo é dar uma distância !!! Espero que no futuro você volta a amar os livros da autora !!!

    Beijinhos
    Dá uma Passadinha no Canal

    • Reply kelen Vasconcelos 14/12/2016 at 1:28 pm

      Oi Ryoko!
      Concordo com vc, já pensei muito sobre isso. Como esses livros de época não são originais… Fico triste também, mas infelizmente é o que temos…
      Queria que aparecesse um escritor que conseguisse colocar o romance realmente na época, com os atos da época e que a história fosse legal. Bem realista mesmo, mas até o momento ainda não consegui encontrar…
      Bjos

    Leave a Reply