Filmes

Onde Está Segunda?

05/06/2019

Lançamento: Agosto de 2017

Direção: Tommy Wirkola

Sinopse: Em 2073, o aumento crescente da população faz com que os recursos naturais da Terra se tornem cada vez mais escassos, especialmente após a América do Sul tornar-se um imenso deserto. A saída é investir em alimentos geneticamente modificados, de forma a ampliar a produção em um espaço físico cada vez mais limitado. Entretanto, tal iniciativa gera como efeito colateral o nascimento cada vez maior de gêmeos, o que aumenta ainda mais o problema da superpopulação. Neste contexto, Nicolette Cayman (Glenn Close) surge com uma proposta drástica: cada casal pode ter apenas um filho, e os irmãos são confinados em ambiente criogênico para serem despertados quando a situação do planeta estiver sob controle. Todos os países adotam esta proposta, com a criação de uma agência implacável que fiscaliza os cidadãos através de pulseiras eletrônicas. Apesar de tamanha vigilância, Terrence Settman (Willem Dafoe) consegue salvar a vida de suas sete netas fazendo com que elas se revezem nos dias da semana, de forma que todas assumam o codinome Karen Settman – o mesmo nome de sua mãe, que faleceu no parto. Trinta anos depois, as sete irmãs seguem esta rígida rotina até que uma delas, Segunda (Noomi Rapace), misteriosamente não retorna para casa.

Esse é mais um daqueles filmes da Netflix que achamos do nada e damos uma chance para ver se é bom ou não. Nesse clima fui ver o filme, apesar de não saber absolutamente nada sobre ele ou sobre quem estaria nele. A minha surpresa foi enorme quando reconheci o ator que fez o “Duende Verde” nos cinemas, Willem Dafoe. Aí já pensei “então, esse filme não deve ser ruim”.

Em uma situação extrema do planeta, medidas extremas foram implantadas como uma política sobre irmãos. Tudo causado pelo uso excessivo de modificação genética nos alimentos para que houvesse plantações que crescessem mais rápido e dessem mais frutos. Isso causou um surto de gêmeos na população e também várias outras anomalias.

Nesse contexto surge uma lei marcial que cada família pode ter apenas um filho e se nascerem irmãos eles são separados da família e enviados para uma empresa de controle onde deveriam ser criogenizados (congelados). Então Terrence Settman (Willem Dafoe) descobre que a filha, com quem não falava havia anos, tinha dado à luz a sete filhas gêmeas idênticas e morrido no parto.

Um amigo de sua filha, procuro pelo pai dela e apresentou em segredo as crianças, então o avô tem uma ideia louca. Ele as cria escondido na sua casa, com algumas regras bem rígidas. Cada uma tem o nome de um dia da semana e só poderá sair de casa no dia correspondente ao seu nome. Vivendo dessa forma chegam aos 30 anos, sem serem pegas pela fiscalização, concluem seus estudos e conseguem um emprego no banco. Todas elas usam a identidade da mãe Karen Settman como se fosse uma. Mas em casa, cada uma é quem quer ser.

Então, em um dia qualquer, Segunda não volta para casa e toda a linha de acontecimentos a que eram acostumadas é destruída de um dia para noite. O filme gira em torno delas tentando descobrir o que aconteceu com a irmã e se foram descobertas por alguém.

O que mais me chamou a atenção foi esse enredo completamente diferente, e depois que Segunda some tudo sai do controle, elas se desesperam, tomam decisões erradas e decisões certas. Muitos acontecimentos inesperados surgem. E a cada cena você acaba ficando cada vez mais impressionado com a atriz que faz o papel das sete irmãs. Ela consegue fazer sete pessoas completamente diferentes, com medos, vontades, sonhos, dentro de uma complexidade incrível.

O filme me surpreendeu do início ao fim, e quando vi o fechamento fiquei ainda mais chocada. Claro que ao longo do filme você consegue imaginar alguns acontecimentos, mas no final são reveladas coisas mais profundas e qualquer insinuação aqui seria um spoiler. Até para quem não gosta do gênero de distopia deveria dar uma chance para algo tão diferente. Sobre o final, digo que entendo a motivação das coisas terem acontecido daquela forma, ao longo do filme, mas não creio que ela seja justificável. Vocês já viram? Me digam nos comentários.

Você pode ler também...

6 Comentários

  • Reply Lívia 22/06/2019 at 11:39 am

    eu me lembro de ter visto esse filme assim que foi lançado e gostei bastante! com certeza ótima indicação agora pro final de semana

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    • Reply kelen Vasconcelos 26/06/2019 at 1:36 pm

      Sim, é ótimo mesmo Lívia ^^

  • Reply Priih 23/06/2019 at 4:24 pm

    Oi Kelen, tudo bem?
    Não tinha dado nada por esse filme, mas sua resenha me deixou curiosa.
    Quando tiver um tempinho, tentarei espiar.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    • Reply kelen Vasconcelos 26/06/2019 at 1:42 pm

      Oi Priih,
      Tudo bem e com vc?
      Veja sim, ele no mínimo vai te surpreender ^^
      Bjos

  • Reply pest control 10/07/2019 at 6:11 pm

    great blog!

    • Reply kelen Vasconcelos 12/07/2019 at 5:06 pm

      Thank you!

    Leave a Reply