Filmes

Shazam!

12/07/2019

Lançamento: Abril de 2019

Direção: David F. Sandberg

Sinopse: Billy Batson (Asher Angel) tem apenas 14 anos de idade, mas recebeu de um antigo mago o dom de se transformar num super-herói adulto chamado Shazam (Zachary Levi). Ao gritar a palavra SHAZAM!, o adolescente se transforma nessa sua poderosa versão adulta para se divertir e testar suas habilidades. Contudo, ele precisa aprender a controlar seus poderes para enfrentar o malvado Dr. Thaddeus Sivana (Mark Strong).

Depois de alguns acertos da DC nos cinemas, eles anunciam o filme do Shazam e grande parte das pessoas ficam meio apreensivas para saber qual tom levaria. Para mim, bastou ver o primeiro trailer que fiquei empolgada para assistir. Uma nova forma de ver a DC, um filme não tão sombrio, mas com talvez umas pitadas de comédia. Não aquelas comédias forçadas, mas aquelas comédias que tem piadas que se apresentam de forma natural, com o decorrer da história.

Bastou o filme estrear e comecei a ler vários comentários e críticas positivas dizendo que dessa vez a DC acertou no tom leve que estava proposta a fazer. Fiquei bem curiosa, mas não consegui ver o filme nos cinemas, então tive que esperar uma oportunidade para poder trazer a resenha.

A primeira cena me pegou de surpresa, é um filme de herói, mas começa contando a história do vilão. E só soube depois que era a história do vilão. No início você fica meio perdido sem saber porque não está vendo a história do protagonista (já que ele aparece no trailer e é bem diferente daquele que está sendo mostrado).

A história do órfão Billy que está procurando sua mãe incansavelmente faz você pensar exatamente no que a assistente social diz para ele “ está procurando alguém que não te quer”. Claro que abala um pouco a confiança de Billy, mas no fundo ele ainda quer encontrar sua mãe. Billy se perdeu de sua mãe quando era criança e desde então vive em orfanatos e casas de acolhimento temporárias. Mas nunca consegue se adaptar as famílias que desejam adota-lo, então logo volta para o orfanato.

Dessa vez o enviam para uma casa de acolhimento onde já há várias crianças de várias idades e que são muito bem cuidadas por um casal, Victor (Cooper Andrews) e Rosa (Marta Milans). Nessa casa ele conhece Freddy (Jack Dylan Grazer) que logo se torna seu melhor amigo. Depois de Billy defender Freddy na escola de dois outros valentões ele corre pela cidade para conseguir fugir, é quando entra no metrô e é convocado pelo Mago (Djimon Hounsou).

Há muitos anos o Mago tem procurado e testado seu sucessor, uma criança que deveria ter o coração puro para conseguir lidar com a tarefa de se tornar o Shazam e proteger a humanidade. Quando Billy é convocado, o Mago não tem mais tempo para testá-lo, ele apenas acredita que é a criança certa e com uma breve explicação (que realmente não explica muita coisa) transfere seus poderes.

Então Billy e Freddy começam a testar as possibilidades e tentar descobrir o máximo do potencial de Shazam, já que nem Billy sabe do que é capaz. E é nesse ponto que as relações de Billy com as outras pessoas começam a ser intensificadas. Pela sua história ele nunca deixou ninguém chegar muito perto, sempre teve o objetivo de achar sua mãe, mas de repente, agora precisa lidar com a história de ser um super-herói. E isso faz muito bem para ele, por que começa a ver as pessoas ao seu redor como amigos e pessoas que ele quer proteger.

É interessante ver como a nova família de Billy começa a ser moldada dentro desse aspecto. Claro que tem as pontas de comédia, qual adolescente que recebesse um poder tão grande desse lidaria com tudo de uma forma séria e objetiva? É claro que ele e seu amigo querem curtir e eles realmente fazem isso. Zachary Levi interpreta o Billy adulto e ele convence você que é um menino de 14 anos. Acredito que essa é uma das belezas do filme.

Não posso dizer que não gostei do vilão, ele realmente é mal. Não há discursão sobre isso. Thaddeus Silvana (Mark Strong) mostra desde cedo a inveja que penetra no seu coração e ele alimenta isso com o passar dos anos transformando seus sentimentos em ódio e revolta. A falta de escrúpulos e limites realmente define ele como um vilão que não tem remorso.

Os outros órfãos que moram na casa do casal são muito interessantes, cada um tem uma personalidade completamente diferente do outro e eles se amam e cuidam um dos outros. Assim que Billy entra para “família” ele logo é acolhido, não há diferença de tratamentos.

Achei o filme bem engraçado em algumas partes, forte em outras e interessante em várias outras partes. O filme me prendeu completamente. Apesar de ter percebido alguns furos de enredo não acho que todo mundo irá perceber, mesmo assim isso não prejudica a diversão. E a mensagem do filme é passada completamente. Além disso, estou super curiosa para saber como vão introduzir ele na Liga da Justiça, como certeza será interessante. E vocês assistiram ao filme? Me digam o que acharam nos comentários. ^^

Você pode ler também...

12 Comentários

  • Reply Insulation surfaces 13/07/2019 at 6:23 am

    great blog!

    • Reply kelen Vasconcelos 20/07/2019 at 10:19 pm

      Thank you!

  • Reply Priih 14/07/2019 at 9:56 pm

    Oi Kelen, tudo bem?
    Adorei esse filme. Achei divertido, leve e me entreteve muito. Só o final, quando as crianças viram heroínas também, que achei meio anticlimático. Fora isso, adorei.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    • Reply kelen Vasconcelos 20/07/2019 at 10:20 pm

      Oi Priih,
      Que bom que curtiu também ^^ Para mim foi inesperado e pouco aproveitado sobre as outras crianças…
      Bjos

  • Reply Jessica 15/07/2019 at 12:18 am

    Oi Kelen,

    Eu assisti o filme no cinema e curti a história, pois ela é bem divertida e descontraída.
    Fiquei curiosa também como vai ser inserido na liga da Justiça.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    • Reply kelen Vasconcelos 20/07/2019 at 10:21 pm

      Oi Jessica,
      Que legal que curtiu ^^
      Vamos torcer para ele entrar de forma bem bacana na Liga da Justiça 😉
      Bjos e boa semana pra vc também.

  • Reply Caverna Literária 15/07/2019 at 2:38 pm

    Oi, Kelen!

    Confesso que não sou muito fã de filmes de super heróis, por isso Shazam não me chama muito a atenção, mas adorei a sua resenha e saber que o filme é divertido e atende bem as expectativas. Quando sobrar um tempinho vou me arriscar também!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    • Reply kelen Vasconcelos 20/07/2019 at 10:22 pm

      Oi Carol!
      Não creio, tinha certeza que curtia heróis também…
      Quando arriscar me diga o que achou 😉
      Bjos

  • Reply Ava 15/07/2019 at 8:33 pm

    Oi Amiga,
    Ainda não vi, mas é um dos filmes que quero ver logo, justamente por ter essa pegada mais leve e divertida.
    bjus
    Amanda(Ava)

    • Reply kelen Vasconcelos 20/07/2019 at 10:23 pm

      Oi Amiga,
      Com certeza irá curtir ^^
      Bjos

  • Reply Andy 23/07/2019 at 3:11 am

    Oi, Kelen!!
    Ainda não consegui assistir esse filme, infelizmente. Adorei saber um pouco mais da obra pela sua resenha! Eu adoro o Zachary Levi e quero muito conferir como foi a atuação dele nesse filme.
    Aguardo com certo receio e muita curiosidade como a DC irá conduzir os próximos filmes.
    Abraços,
    Andy StarBooks

    • Reply kelen Vasconcelos 06/08/2019 at 5:20 pm

      Oi Andy!
      Acho que todos nós estamos com receio sobre o futuro da DC nos cinemas.
      Quando ver me conte o que achou ^^
      Bjos

    Leave a Reply