Minha Experiência com o Playstation VR

Olá Queridos!

Hoje trago um post diferente para vocês, recentemente tive a oportunidade de jogar alguns jogos usando o VR da Playstation. Para quem não sabe, o VR é um dispositivo de realidade virtual, a intenção dele é fazer com que o jogador tenha uma experiência extremamente realista dentro do jogo, no qual você realmente se torna o protagonista da história.

O primeiro que joguei foi o VR Worlds, ele oferece mais uma demonstração do que jogo mesmo. Você é levado para uma sala bem ampla onde há uma esfera na sua frente e nela você escolher qual mundo entrar para visualizar. Escolhi o “Ocean Descent” e fiquei impressionada com a quantidade dos detalhes. Fiquei numa gaiola de observação enquanto via os corais e animais se aproximarem de mim. Ele dura alguns muitos, creio que não é muito tempo para não ficar maçante já que há outros mundos para visitar nesse jogo.

Continue Reading

Journey

Journey é um jogo digital que foi lançado em março de 2012, desenvolvido pela Thatgamecompany, sendo exclusivo para a plataforma Playstation. Desde quando foi lançado ele recebeu várias notas altas e sua incrível qualidade o fez concorrer à categoria “Melhor Trilha Sonora para Mídia Visual” do prêmio Grammy, fato inédito na história. Além de ter ganhado em várias categorias do Game of the Year.

O personagem é uma criatura que se veste com uma manta vermelha e possui um cachecol que pode ser preenchido dando a ele poderes para poder pular/voar mais longe. Não sabemos seu nome, sexo, religião e essa era a intenção dos criadores, eles queriam que os jogadores vivêssem essa experiência com o personagem sem ter nenhum tipo de preconceito.

Cada cenário é mais fabuloso que o outro, a ambientação é num enorme deserto e só temos a certeza que devemos ir para frente, sempre em direção a uma enorme montanha que emite uma luz branca no final do horizonte.

Não há diálogos no game, apenas a incrível trilha sonora e os sons de notas musicais emitidas pelo personagem que muitas vezes atrai fitas vermelhas que podem nos ajudar na movimentação do personagem. Tudo isso contribui para uma enorme imersão. A cada fase concluída conseguimos ver uma cutscene (é a parte do jogo que parece um pequeno filme) que nos conta um pouco sobre a história daquele povo.

Continue Reading

Life is Strange

Life is Strange é um jogo de aventura com foco na história e desenvolvimento dos personagens. Esse jogo foi lançado em 2015, em formato de episódios, sendo o primeiro lançado em janeiro e o último em outubro. Como ele é um jogo indie, os produtores não tinham um orçamento alto para investir nos gráficos e em todos os elementos do jogo, por isso preferiram focar em pontos como narrativa, trilha sonora e dublagem, tendo sido publicado pela Square Enix.

Apesar do orçamento reduzido, a desenvolvedora Dontrod Enterntaiment conseguiu cativar o público com sua história envolvente e recebeu não apenas críticas negativas, por causa da sincronização de lábios dos personagens e outros elementos, como vários prêmios.

Joguei no Playstation 4 e como já estamos em 2017 várias atualizações já foram feitas, hoje podemos contar com legenda em português, o que era uma das grandes críticas da época. O jogo se baseia em um sistema de escolhas, então teoricamente suas escolhas devem afetar os diálogos e a relação dos personagens ao longo da história, vou explorar este ponto mais para frente.

Continue Reading

Uncharted – Drak’s Fortune

Este é o primeiro jogo de uma série exclusiva do Playstation muito bem sucedida criada pela Naughty Dog. Resenhei outro jogo da mesma desenvolvedora de grande sucesso aqui, já faz um tempinho, o The Last of Us. O Uncharted 1 ou Uncharted – Drak’s Fortune foi lançado no final de 2007 e fez um grande sucesso. Sua temática de ação e aventura, acompanhado de um ótimo enredo definiu o inicio de uma franquia de muito sucesso. O jogo vendeu mais de um milhão de cópias em dez semanas.

Resolvi começar a jogar Uncharted pelo primeiro jogo, mas conversando com outros gamers descobri que se tivesse jogado o último jogo da série depois tivesse voltado para jogar o primeiro teria tido uma grande decepção em gráfico e história também. Já esperava que os gráficos do Uncharted 4 (último jogo da série) fossem espetacular, e como não queria ter esse choque nunca assisti nem o trailer dele, foquei mesmo em começar pelo inicio da série.

Como não tive esse choque em relação ao gráfico, pude curtir muito mais o jogo. Drake é um caçador de fortunas e o jogo começa com ele e Elena num barco desenterrando um caixão de um suposto antepassado de Drake no meio do oceano. Elena é uma repórter que pegou os direitos de publicação da história de Drake por isso o programa dela está financiando a “expedição” em busca do corpo de um famoso explorador Sir Francis Drake.

Continue Reading

Assassin’s Creed Chronicles – China

Assassin’s Creed Chronicles é um conjunto de jogos da série Assassin’s Creed produzidos pelo estúdio britânico Climax Studios e publicado pela Ubisoft. Quando digo que é um conjunto de jogos é porque além do jogo China, há o jogo Índia e o jogo Rússia. Como foram lançados separadamente, hoje há a possibilidade de comprá-los num conjunto. Cada um dos jogos tem um protagonista diferente e também uma história diferente.

O jogo da China foi lançado em 2015 e conta com um visual de 2.5D, com jogabilidade lateral, mas com gráficos tridimensionais. Lembrando muito os jogos de plataforma, ou lineares, porém há uma troca de planos. O gráfico de todo o jogo é cartunizado, e foi tão bem feito que parece muitas vezes pinturas.

A história é sobre Shao Jun, uma assassina chinesa que viveu durante a queda da Dinastia Ming. Inicialmente ela é separada desde criança para ser criada como concubina do imperador, como ela demonstra destreza e agilidade desde cedo, além de uma incrível habilidade para dançar, ela é recrutada para se tonar uma das assassinas da ordem. Aos poucos ela é treinada e continua vivendo disfarçadamente dentro do palácio como concubina e espiã.

Continue Reading