Filmes

Em Busca de Justiça

18/07/2018

Lançamento: 2016

Direção: Gavin O’Connor

Sinopse: Jane Hammond (Natalie Portman) é a esposa de Bill (Noah Emmerich), um dos maiores bandidos da região. Um dia ele volta para casa depois de levar oito tiros dos seus antigos integrantes de gangue, que se voltaram contra ele. Com o marido à beira da morte, Jane decide se vingar. Com isso, a solução foi pedir ajuda a Dan Frost (Joel Edgerton), um ex-namorado que ainda a ama e detesta Bill.

Para quem ler essa sinopse é possível pensar “Nossa, que filme clichê”, mas a verdade é que a sinopse não conta nada do filme. Jane é casada sim com Bill, mas isso depois de ele fugir com ela para salvá-la dos seus antigos membros de gangue e também de um destino ruim.

Sei que filmes de faroeste não são tão comuns hoje em dia, mas este com certeza vai te impactar. O filme não mostra toda a história de uma vez. Começamos no presente com Jane tentando salvar a vida do marido e talvez um possível futuro, à medida que flashbacks vêm aparecendo e contanto o resto da história.

É quando entendemos que Dan Frost era o noivo de Jane e que decidiu ir para o exército, a ideia era ficar alguns meses, mas não foi o que aconteceu, e a notícia da falsa morte dele chegou aos ouvidos de Jane. Então ela decidiu pegar a estrada e foi quando conheceu Bill e o seu bando, tendo como líder John Bishop (Ewan McGregor).

Quem coloca a cabeça de Bill a prêmio é John Bishop, afinal de contas ele enfrentou toda a gangue para salvar Jane de suas mãos. Com o passar do tempo toda a gangue de John começa a ser procurada e quando finalmente Bill é encontrado pelos garotos de Bishop as coisas se tornam muito complicadas. Como Jane estava escondida com Bill e sua filha, ela só tem uma alternativa, recorrer a Dan Frost. Ele era a única pessoa que talvez ainda mantivesse alguma afeição por ela, para poder ajuda-la. Já que o bando de Bishop é enorme.

O filme tem poucos personagens e poucos cenários, mas tudo isso contribui para contar a história de forma bem mais intimista. A fotografia do filme é muito bonita e todos os atores conseguem fazer excelentes atuações. Não dá para escolher quem é o melhor, todos estão brilhantes nas atuações.

Indico muito esse filme, até para quem não curte faroeste. Confesso que só fui assistir por causa da Natalie Portman, já que ela é uma das minhas atrizes favoritas, mas este filme traz uma série de conflitos e situações que nos fazem refletir sobre os acontecimentos da vida e a necessidade de perdoar e se colocar no lugar do outro. O interessante é que você não vê Jane reclamar de nada, ela enfrenta todo o desafio de cabeça erguida, mesmo quando a situação é de vida ou morte. Espero que essa resenha tenha feito nascer em vocês uma vontade de assisti-lo, porque vale a pena.

Você pode ler também...

6 Comentários

  • Reply Caverna Literária 20/07/2018 at 11:00 pm

    Oi, Kelen!

    Acho que ainda nem tinha ouvido falar desse filme, e também não curto o gênero, mas se você recomenda até pra quem não gosta, então acho que vou seguir seu conselho hahaha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    • Reply kelen Vasconcelos 10/08/2018 at 1:05 pm

      Oi Carol,
      Apesar de ele ser faroeste, o tipo de história que se desenvolve é muito diferente das do gênero. Então acho que você nem vai perceber q está vendo um faroeste. rsrs
      Depois me conte se curtiu.
      Bjos

  • Reply Gabriela Soares 23/07/2018 at 8:41 pm

    Confesso que a história não me chamou muita atenção, até porque eu não sou muito fã de histórias no faroeste. Mas como você indicou até pra quem não curte esse estilo de filme, talvez seja realmente bom, né? Vou ver se dou uma chance!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    • Reply kelen Vasconcelos 10/08/2018 at 1:06 pm

      Oi Gabs,
      É um tipo de história mais intimista, depois me conte o que achou ^^
      Bjos

  • Reply Andy 29/07/2018 at 5:31 am

    Oi, Kelen!
    Confesso que não sou muito fã de filmes de faroeste e nem sei ao certo o motivo, acho que talvez seja pela ambientação e sofrimento que sempre cerca os personagens nesses filmes, todavia, a maioria dos filmes que eu assisti que são desse gênero eu acabei gostando. Também sou fã da Natalie então assim que tiver uma oportunidade eu darei uma chance a esse filme que até ler a sua resenha eu ainda não conhecia.
    Abraços
    Andy – Blog StarBooks

    • Reply kelen Vasconcelos 10/08/2018 at 1:07 pm

      Oi Andy,
      Creio que vc vai gostar, depois me conte o que achou ^^
      Bjos

    Leave a Reply