Especiais

Especial Nárnia – Apresentando C. S. Lewis

27/11/2014
Seja muito bem vindo ao nosso especial de Nárnia! Ao longo das próximas semanas faremos uma análise individualizada de cada conto deste livro magnífico. E para podermos começar com o pé direito, vamos primeiro conhecer melhor nosso autor, Cilve Staples Lewis.

 

 
Nasceu na cidade de Belfast, Irlanda (atual Irlanda do Norte), em 29 de novembro de 1898, teve uma infância incomum. Ficava a maior parte do tempo em casa juntamente com seu irmão Warren Lewis (1895-1973) e se dedicavam a leitura de clássicos. Quando sua mãe morreu em seus 10 anos, buscou ainda mais refúgio no campo de suas histórias e fantasias infantis.
 
Em 1916 foi admitido no Universty College, em Oxford, Inglaterra, mas teve que interromper seus estudos por causa do serviço militar exigido na Primeira Guerra Mundial, retornando apenas em 1918 com 20 anos. Durante seu serviço conheceu o soldado Paddy Moore com que firmou uma amizade. Ambos fizeram a promessa que se um deles morresse o outro cuidaria para sempre da família do falecido. Moore faleceu em 1918 e Lewis cumpriu o compromisso. Manteve uma amizade próxima da Sra. Janie Moore e viveu em várias casas arrendadas com ela e sua filha Maurren. Fato que desagradou seu pai, nesta época Clive havia abandonado o cristianismo.

Formou-se em literatura, letras, teologia e linguística, entrou para o corpo docente de Oxford e de consultor literário e teólogo da Universidade até sua morte. Tornou-se altamente respeitado como professor e escritor por toda Europa. Em Oxford conheceu vários outros escritores famosos como J. R. R. Tolkien (O Senhor dos Anéis), T. S. Eliot (The Waste Land), G. K. Chesterton (The Napoleon of Notting Hill) e Owen Barfield (Poetic Diction).
 
Em 1931 voltou à fé cristã por meio de uma conversa que teve com J. R. R. Tolkien, dedicou-se a defende-la e se manteve na Igreja Anglicana. Escreveu várias obras de sucesso e pela obra Nárnia ganhou a Medalha de Carnegie, pela qual o ganhador recebe 500 libras esterlinas em livros para doar a uma biblioteca escolar ou pública.
 
Não é possível falar de C. S. Lewis sem falar de J. R. R. Tolkien, com quem teve uma amizade muito estreita. Lewis foi um dos primeiros a ler O Hobbit e Tolkien jamais deixou de admirar a grande inteligência e criatividade de Lewis e vice-versa. Participaram juntos de dois grupos literários: The Coalbiters (dedicavam-se a literatura nórdica) e The Inklings (dedicavam-se a literatura no geral). A amizade dos dois foi explorada no livro O Dom da Amizade: Tolkien e C. S. Lewis. O irmão de Lewis também participava desse último grupo.
 
Lewis morreu dez anos antes de Tolkien em razão de complicações de uma doença renal em 22 de novembro de 1963. Sendo enterrado no cemitério da Igreja da Santíssima Trindade, Headington, Oxford. Seu irmão, Warren Hamilton Lewis, morreu dez anos depois sendo enterrado no mesmo túmulo.
 
É impossível não reconhecer a importância que este escritor tem para a literatura mundial. Venderam-se mais de 200 milhões de cópias dos 38 livros escritos por Lewis, os quais foram traduzidos para mais de 30 línguas, incluindo a série completa de Nárnia para o polonês e o russo, ainda durante a Guerra Fria.

Você pode ler também...

Sem comentários

Leave a Reply