It’s Okay, That’s Love – K-drama

Exibição:23 de julho de 2014 a 11 de setembro de 2014
Diretor: Kim Kyu Tae
Canal: SBS
Episódios:16
Sinopse:Jang Jae Yeol é um escritor best-seller de romances com mistério e um DJ de rádio. Brincalhão e um pouco arrogante, ele também sofre de transtorno obsessivo-compulsivo. Ji Hae Soo é uma psiquiatra em seu primeiro ano. Impulsionada e ambiciosa com sua carreira ainda que ela seja compassiva com seus pacientes, Hae Soo tem uma atitude negativa em relação ao amor e relacionamentos em sua vida pessoal. Uma vez Jae Yeol e Hae Soo se encontram, há muita disputa entre eles causado por suas personalidades fortes e recusas a ceder um para o outro. Mas aos poucos suas brigas se transformam em amor e eles começam a aprender como eles são compatíveis. Jae Yeol e Hae Soo tentam curar juntos seus ferimentos profundos, mas seu relacionamento incipiente leva um golpe quando descobrem que as questões de saúde mental de Jae Yeol são mais graves do que todos pensavam.
 
Infelizmente demorei mais tempo do que imaginava para ver esse drama. E não é porque é chato ou coisa parecida, pois ele é excelente, acho que simplesmente enrrolei mesmo. Como sempre faço, traduzi a música que mais gostei do drama e postei antes desta resenha, vocês podem conferir clicando aqui.
Agora vamos ao que interessa, a atuação de todos é perfeita. Não teve nenhum que eu tenha percebido que não estava se dedicando o máximo ao projeto. Como puderam ver na sinopse, esse drama trata principalmente sobre casos de psiquiatria. Quando lemos esse resumo achamos que o diretor vai se ater a um problema, mas na verdade ele aborda diversos tipos de problemas psicológicos e como as pessoas que o possuem conseguem enfrentar as dificuldades para poderem viver o mais normal possível.
 
 

Tem as histórias secundárias e seus tramas que são muito bem abordados. Dessas a minha favorita é do casal separado que continua sendo amigos e lutam muito para manter o relacionamento deles como uma amizade saudável apesar de continuarem totalmente apaixonados um pelo outro, isso depois de anos de divórcio.
 
 
A cada episódio conhecemos casos diferentes ou continuação do tratamento de determinados casos, mas o foco mesmo da história não são esses casos separados e sim os traumas que Hae Soo e Jae Yeol possuem e como lidam para superar. No caso de Hae Soo quem realmente a ajuda não é outro se não o escritor mulherengo Jae Yeol. Ele também tem seus problemas e são colocados de forma bem clara no inicio do drama. Mas ao longo do drama percebemos que o problema dele é mil vezes mais profundo do que todos imaginavam. E que muitas vezes esse problema o coloca em risco de vida. Não posso contar mais se não estrago o desenrolar da história.
 
A partir do décimo primeiro episódio o roteirista para de focar no romance e aí é a vez do drama entrar em ação. É impossível não se apaixonar pelos protagonistas e também pelo seu lindo romance. O drama deixa bem claro que eles não vivem num mar de rosas o tempo todo, na verdade eles tem muitos atritos, mas sempre conseguem resolver entre eles de uma forma ou de outra. Quero deixar aqui uma indicação também de um blog que estou acompanhando que tem postando exclusivamente sobre dramas o blog Doramas Ação. Vocês podem clicar aqui para poderem visualizar. 
 

 

Talvez você também goste...

8 Comentários

  1. Esse dorama é muito bom, adorei os protagonista e também os secundários. a história é super envolvente. eu ficava com uma dó do Jae Yeol e no começo ate eu acreditei que aquele menino que conversava com ele era real.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *