Séries

Demolidor

01/02/2017

Quem ainda não viu a série do herói Marvel feita pela Netflix? Eu não tinha assistido, apesar de ela estar na minha lista há muito tempo… A verdade é que estava preocupada se eles iriam fazer ela dignamente sabe… Apesar de muitas pessoas serem contra as adaptações que foram feitas para o cinema da história eu sou uma voz forte contra esses comentários. Creio que no cinema a história e sentimento de cada personagem foram muito bem respeitados, agora não sabia se iriam fazer isso na série ou não, por isso demorei tanto para ver.

A série começa bem no inicio mesmo, e conta a história do filho de boxeador que perdeu a visão e depois de um tempo o pai, ficando sozinho. Gostei muito da forma como contaram o passado do Matt, mostrando as coisas em flashes nos momentos mais oportunos da trama. Outra coisa que foi mostrada em flashe foi como a amizade de Matthew Murdock (Charlie Cox) e Foggy Nelson (Elden Henson) se deu, tudo bem comum e natural. Outras duas pessoas que fazem parte do elenco principal e que não podemos ignorar é a secretária Karen Page (Deborah Ann Woll) e a enfermeira Claire Temple (Rosario Dawson). Tenho certeza que irão reconhecer Karen da série True Blood e a Claire da série Jessica Jones. Isso se você for como eu, que vi Jessica antes do Demolidor.

Há os vilões que foram muito bem caracterizados, como o Rei do Crime, o Justiceiro e a Yakuza. Mas não para por aí. Na primeira temporada, temos uma visão mais intimista de Matt, dos seus medos, e do que motiva a lutar por sua amada cidade. Fiquei extremamente feliz quando percebi que sua primeira temporada se focava apenas na história do Demolidor em si, deixando Elektra (Éloide Yung) para aparecer apenas na segunda temporada. Queria conhecer realmente quem era o Matt e como ele tinha chegado à conclusão de que deveria lutar para proteger a cidade e a primeira temporada supre completamente essa questão.Sem falar que o uniforme real dele só vai aparecer no último episódio da temporada e ganhará várias melhorias conforme a série for continuando.

Todo o contexto sombrio é perceptível não apenas pelas roupas que Matt usa, mas também por sua rotina onde não há abertura para novos sonhos ou objetivos além daquele que já traçou. Compreender Matt psicologicamente é uma das coisas mais legais dessa série. Essa série foi muito bem recebida, pela crítica e fans.

Mas preciso deixar as minhas críticas. A primeira é que Karen começa a “competir” com Elektra em relação a sua importância na trama. Não quero desmerecer a personagem da Karen, mas seria completamente impossível ela fazer essa competição, seria se os produtores assim não dessem tanto espaço para ela que quase “engoliu” a importância da Elektra na segunda temporada. Infelizmente isso é um fato, Karen aparece muito mais do que o próprio Foggy e só não suprimiu a personagem da Elektra, porque ela carrega uma mensagem muito forte para ser esquecida. Infelizmente me incomodou muito esse fato.

Agora quero dizer o tanto que fique decepcionada sobre a abordagem que a Elektra ganhou nessa série. Quem acompanha meu blog há mais tempo sabe o tanto que sou fã da personagem e a ver receber todo um conceito errado me deixou muito chateada, quase abandonei a série por causa disso. Mas verdade seja dita, infelizmente Elektra não é tão conhecida como a Mulher Maravilha, então a possibilidade dela ganhar algo solo novamente ou tentarem aprofundar na sua história é quase nula, por isso tive que engolir e terminar de ver.

O que mais me incomodou foi o tanto que o roteiro quis mostrar que ela era uma assassina sanguinária. E colocaram o Stick (Scott Glenn) como mentor dela. Então eu peço que façam uma pausa e me acompanhem nessa explanação. Quando Elektra aparece na vida de Matt, ela é uma garota grega, rica e mimada que gosta de lutar. Seu passado é sombrio por causa da perda de sua mãe, mas o pai ainda estava vivo. Ele é assassinado quando ela já está envolvida com o Matt. Então ela entra no módulo vingança e vai atrás do assassino que é o Mercenário. Mas ela não era boa o suficiente então, foi morta por ele na frente do Demolidor. Stick pega o corpo de Elektra e a ressuscita através do kimagure. Mas Elektra está cheia de ódio por tudo o que passou, descobre também que o Tentáculo assassinou sua mãe porque estavam atrás dela. Elektra sempre foi especial e o Tentáculo a queria para eles. Como Stick não estava tendo resultado em domar o ódio dela ele a expulsa e só assim ela se torna a assassina sem piedade que a caracterizou durante muitas revistas. Quando ela se livra desse ódio ajudando uma menina, começa a vestir o uniforme branco ao invés do vermelho.

Bem fui o mais breve possível sobre a história dela para vocês poderem ter uma ideia. Realmente não me importava da Netflix ter mudado um pouco a história dela, o que me incomodou foi o fato de terem mudado a essência dela. Eles a transformaram numa mulher assassina desde os 13 anos, o que vai contra tudo o que realmente ela é. Então todos tem a certeza de que ela gosta de matar e gosta de ver o sangue correr, sendo que teve uma longa estrada para chegar nisso, e nunca ficou evidente que ela realmente gostasse disso, apenas que não ligava mais. Nos quadrinhos Elektra é chamada de “o tesouro” pelo Tentáculo, mas na série do Netflix dão o nome de “céu negro”. Seria a mesma coisa, só mudou o nome mesmo.

Apesar de toda essa chateação em relação à história da Elektra e de que não há espaço para realmente haver uma relação profunda de amor com o Demolidor, principalmente por causa da Karen, não posso dizer que a série é ruim. Ela é muito boa mesmo. E aconselho a todos a assistirem. A nova temporada deve chegar apenas em 2018, já que as outras séries de heróis estão bem adiantadas para a formação da série Os Defensores.

Você pode ler também...

18 Comentários

  • Reply Jessica Andrade 02/02/2017 at 12:32 am

    Oii,
    Essa série eu ainda não vi, mas tenho muita curiosidade para conhecer a história.
    Já está na minha lista.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    • Reply kelen Vasconcelos 03/02/2017 at 6:14 pm

      Olá Jessica!
      Tenho certeza que irá curtir, está muito bem produzida.
      Bjos

  • Reply Adonis 03/02/2017 at 2:24 pm

    Que interessante, Kelen! Sabe que eu já tive várias vezes vontade de ver a série, mas acabei nunca assistindo de fato. Vi Jessica Jones, no entanto, que até gostei, mas não achei aquilo tudo… Parece que Demolidor tem bastante prestígio contudo. Será que Os Defensores vai ser isso tudo que estão prometendo? Tenho minhas dúvidas.
    Bom, um dos pontos mais interessantes que você levantou penso que foi a questão da Elektra, que eu ainda não tinha visto antes. Acho que mexe bastante com você, não é? haha Realmente, pelo que você contou, é SUPER discrepante a motivação dela nos quadrinhos da série – e isso, eu concordo, faz toda a diferença. Uma pena. :/ Eles bem que deveriam considerar fazer uma série só dela também, mas acho difícil. E pra que dar tanta importância à Karen, não é?
    De qualquer forma, parece muito boa e espero poder dar uma chance à série algum dia.
    Beijo 🙂

    • Reply kelen Vasconcelos 03/02/2017 at 6:17 pm

      Olá Adonis!
      Mas vale muito a pena ver, principalmente pelo próprio Demolidor.
      Quando assistir me conte o que achou.
      Abraço.

  • Reply Caverna Literária 03/02/2017 at 6:30 pm

    A série ficou bem famosa, mas infelizmente não me atrai nem um pouco 🙁 sua resenha ficou ótima, bem explicativa!
    Que estranho você não estar conseguindo comentar! Poxa, bem que eu reparei que você tinha sumido hahaha vou tentar descobrir o que tá acontecendo e se consigo arrumar.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    • Reply kelen Vasconcelos 03/02/2017 at 6:52 pm

      Oi Carol!
      Acho que só quem gosta muita da Marvel vai curtir sabe…
      Pois sé, também acho estranho pq isso acontece só com o seu blog, nos outros eu consigo comentar normalmente ^^
      Bjos

  • Reply Denise Crivelli 04/02/2017 at 3:14 am

    Oi
    eu gosto dessa série e é frustante que só é em 2018 a nova temporada, olha não conhecça a história da Elektra porque só assisto as series mesmo, mas pra mim que ficou faltando algo a respeito dela.

    momentocrivelli.blogspot.com

    • Reply kelen Vasconcelos 08/02/2017 at 4:52 pm

      Oi Denise!
      Fico feliz q tenha gostado pq a série é muito boa, apesar do vacilo com a Elektra…
      Minha dica é que veja os filmes do Demolidor e da Elektra, vai dar pra entender melhor a grande mudança.
      Bjos

  • Reply Sora 05/02/2017 at 7:09 pm

    Oi Kelen!
    Que pena que você não gostou… eu amei essa série e as outras da Marvel com o Netflix. Mas não conheço as HQs,então não sei comparar.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    • Reply kelen Vasconcelos 08/02/2017 at 4:53 pm

      Oi Sora!
      A série é muito bem produzida e eu amei o ator que faz o Demolidor.
      Trouxe muita veracidade para a história.
      Bjos

  • Reply Alice Teixeira 06/02/2017 at 2:35 pm

    Oi oi querida,
    não curti muito a série, já tinha dado uma chance na época que anunciaram o lançamento da série. Mas acabei abandonando.
    Espero que outros leitores gostem….

    Beijoss, Enjoy Books

    • Reply kelen Vasconcelos 08/02/2017 at 5:40 pm

      Oi ALice!
      Eu te entendo, demorei a curtir um pouco também.
      Bjos

  • Reply Carol Espilotro 06/02/2017 at 3:23 pm

    Oiii Kelen. Vou te falar que essa série me deu um sono, só gostei das cenas que tinha o Rei do Crime, melhor personagem e ator de longe. De resto achei tudo meio meh.

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    http://www.carolespilotro.com

    • Reply kelen Vasconcelos 08/02/2017 at 5:41 pm

      Oi Carol!
      Realmente o Rei do Crime é um dos grandes destaques.
      Teve vários momentos q tive q me forçar a ver a série para terminar… Fazer o quê?!rsrsrs
      Bjos

  • Reply Thássia Mota 09/02/2017 at 12:42 pm

    Acredita que ainda não vi essa série? E não foi por falta de tentar. Foram 4 tentativas e das 4 não passei do 2º episódio…

    Bem, espero que um dia eu consiga, porque falam muito bem dela.

    • Reply kelen Vasconcelos 09/02/2017 at 7:30 pm

      Eu imagino Thássia, pra mim também foi assim. Tive que insistir muito também…
      Mas valeu a pena por algumas coisas, a série é bem produzida.

  • Reply Eduardo 17/03/2017 at 4:38 am

    Resenha fantástica, a série é ótima.
    Acho a primeira temporada a melhor.

    • Reply kelen Vasconcelos 20/03/2017 at 6:48 pm

      Obrigada, fico feliz que tenha curtido. Também achei a primeira temporada bem mais intimista. Curti bem mais.

    Leave a Reply